CIGA faz balanço de 2019 e planeja o próximo ano

O fim de ano é tempo de avaliar as ações realizadas e planejar o próximo ciclo. Para o CIGA 2019 foi um ano de consolidação do trabalho desenvolvido, evolução e muita economia. Em linhas gerais, mais uma vez o CIGA colocou em prática seu propósito de tornar as cidades inteligentes e sustentáveis. 

CIGA Geo

Neste ano foram lançados novos produtos que passaram a incorporar o portfólio de soluções fornecidas pelo CIGA, dentre eles o CIGA Geo. Os sistemas já existentes também se destacaram, um exemplo é o CIGA Coletor que em seu segundo ano alcançou o marco de 100 municípios participantes. 

Diário Oficial dos Municípios 

O Diário Oficial dos Municípios, que foi o primeiro sistema oferecido pelo CIGA, passou por uma reestruturação neste ano. Agora, o DOM/SC também disponibiliza o “Acervo Público“, uma funcionalidade que permite disponibilizar documentos anteriores à criação do DOM para a consulta pública. Isso permite aos cidadãos buscarem leis e outros documentos na íntegra. 

As mudanças feitas no DOM incluem outras melhorias, para facilitar a experiência do usuário. Um exemplo é a funcionalidade de classificar as informações cadastradas por meio de uma busca avançada. O DOM/SC ultrapassou os 2 milhões de atos publicados

Parcerias

O ano também foi de muitas parcerias como o Termo de Cooperação assinado com Tribunal de Contas do Distrito Federal para o uso do e-TCDF, que viabilizou o lançamento do e-CIGA, que é um sistema de protocolo e acompanhamento processual eletrônico. Também é importante destacar as parcerias com o CAU/BR e com o CREA/SC. 

Economia 

Como nos anos anteriores o CIGA ajudou os municípios a economizarem, por meio do uso de seus sistemas. Um exemplo é a economia gerada pelo CIGA Geo, que deve ultrapassar os 14 milhões de reais em apenas um edital de licitação. 

Por fim, 2019 ficou marcado pelo desenvolvimento interno de soluções como o CIGA Obras, que inclusive foi recentemente contratado pelo município de Londrina. Isso também ajudou a promover a economia de recursos públicos.

Resumindo, mais uma vez a união dos municípios consorciados permitiu que o CIGA fosse ao encontro do seu propósito de tornar as cidades inteligentes e sustentáveis com as soluções que ele provê.   

Foto: Divulgação/Shutterstock