e-TCDF: CIGA disponibiliza Sistema de Processo Eletrônico

No primeiro trimestre deste ano foi firmado um acordo entre CIGA e o Tribunal de Contas do Distrito Federal, que permitirá disponibilizar aos municípios consorciados um sistema de processos eletrônicos. 

O presidente do CIGA e prefeito de São Martinho, Robson Jean Back, e a presidente conselheira do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Anilcéia Luzia Machado, assinaram o acordo no dia 20 de março, na sede do TCDF, em Brasília.

O objetivo principal da parceria é o desenvolvimento de soluções que contribuam para o aperfeiçoamento da gestão pública municipal. Além disso, o acordo também visa o melhor aproveitamento do dinheiro nas prefeituras. A tecnologia da informação se torna uma forte aliada nessa missão.

O compartilhamento da tecnologia traz benefícios mútuos, pois as melhorias do sistema implementadas pelo CIGA e outros entes que fazem parte do projeto também beneficiam o próprio Tribunal de Contas que passa a contar com mais pessoas trabalhando e aperfeiçoando a plataforma.

e-TCDF

O sistema cedido pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal ao CIGA foi o Sistema de Protocolo e Acompanhamento Processual Eletrônico, também conhecido como e-TCDF. É um sistema desenvolvido por técnicos do próprio Tribunal de Contas do Distrito Federal. Com ele é possível fazer a gestão de processos e documentos, desde a autuação, até o arquivamento.

O presidente do CIGA acredita que o sistema vai trazer diversos benefícios aos municípios. “O e-TCDF vai agilizar a tramitação de processos e documentos fiscais e ampliar a transparência, uma vez que os usuários podem acompanhar o andamento processual a qualquer momento”, ressaltou o prefeito Robson.

A presidente do Tribunal de Contas, conselheira Anilcéia Machado afirmou que o sistema vai estimular a redução do uso de papel nas prefeituras. Além de facilitar a gestão de documentos, a tecnologia vai gerar economia e tornar os processos mais ágeis. Afinal, a tramitação física deixa de existir e todos os processos ficam disponíveis eletronicamente.

O projeto piloto com as adaptações está sendo implementado no próprio consórcio, em seguida serão realizados os projetos pilotos e em 2020 inicia a fase de expansão do projeto aos diversos municípios que já manifestaram interesse.

Foto: CIGA/Divulgação